Fazer Um E-book | É Melhor Pagar Ou Fazer De Graça?

Fazer Um E-book | É Melhor Pagar Ou Fazer De Graça?

Você sabe como fazer um e-book? Sabe qual é a sua importância para um negócio digital e como ele pode render muitos frutos para o seu negócio? 

Antes, você precisa definir qual é o seu intuito. Fazer um e-book para vender ou para ser usado como isca digital? 

Se você optar por um e-book para vender, saiba que o trabalho será bem maior, já que você precisará criar um guia realmente completo e de valor para o seu cliente. 

A ideia da isca digital é um pouco diferente. Claro que você deve criar algo de qualidade. Porém, a ideia da isca não é utilizar o e-book para venda, e assim para angariar mais contatos para a sua lista de e-mail. 

Provavelmente você sabe como isso funciona, mas nunca é demais falar. 

A isca digital é uma estratégia utilizada para conseguir dados pessoais de um lead que futuramente pode ser convertido em um cliente. 

Nesse sentido, você oferece um guia prático e gratuito para o seu lead, e em troca ele fornece um dado pessoal como o e-mail. 

A ideia de fazer um e-book como isca digital é deixar aquele gostinho de quero mais para o seu lead. 

Ou seja, se por um lado você deve fornecer informações de qualidade, por outro deve saber dosar o conhecimento que vai fornecer. 

Fazer um e-book gratuito é mais simples do que você pensa! 

E o melhor: você pode fazer de graça. 

É importante que você planeje bem a estrutura antes. O conteúdo que será escrito, a forma como as informações serão dispostas, a organização estrutural, a capa 2D, 3D e por aí em diante. 

No artigo de hoje, não vamos focar na parte de insights para criação de conteúdo, e sim na estrutura que você pode utilizar para fazer um e-book. 

Sempre existe a opção de fazer de graça, utilizando um software de edição de texto como o próprio Word. 

Mas como eu gosto de dizer, para ganhar dinheiro você precisa investir dinheiro. 

Se você não quiser terceirizar essa atividade, então recomendo que utilize uma plataforma paga para fazer o seu e-book. 

E por quê? 

Primeiro, porque o preço é bem acessível. Plataformas como a Trakto, por exemplo, cobram mensalidades de menos de R$50,00 se você conseguir uma boa promoção. 

Segundo porque elas oferecem templates fantásticos para a criação de e-books. 

Você terá à sua disposição dezenas ou centenas de templates que se encaixam a praticamente todos os nichos. 

Como Fazer Um E-book Nas Plataformas? 

fazer um e-book

Se você não tem o talento para escrever, pode encomendar apenas o texto em uma das várias plataformas freelances que existem no mercado. 

Tendo o texto em mãos, você mesmo pode fazer a modificação nas plataformas. Se você optar por um plano mensal, aproveite para fazer o máximo de iscas digitais que puder, e depois é só ir disponibilizando conforme o seu calendário. 

A estrutura que eu considero ideal é a seguinte: 

  • Capa 3D para ser utilizada no seu banner; 
  • Capa 2D; 
  • Página de apresentação; 
  • Índice; 
  • Capas para cada um dos capítulos; 
  • Conteúdo; 
  • Uma ou duas páginas de propaganda – mas tome cuidado para ela não ser muito apelativa, a ideia não é vender. Por isso, a capa de propaganda é opcional; 
  • E página de contato, onde você pode colocar o nome do seu domínio, e-mail, redes sociais ou qualquer outra informação que ache relevante. 

Já se você optar por fazer um e-book em um editor comum, como o Word, tenha alguns cuidados: 

  • Não use fontes decoradas demais. Não pega bem e fica com a legibilidade muito ruim; 
  • Opte por fontes padrão, como Arial 12 ou Times New Roman 12; 
  • Use imagens de excelente qualidade. 

Ah, outra vantagem de se utilizar plataformas pagas é que elas disponibilizam um banco interno de imagens. 

Por isso, você não precisa comprar e nem sair correndo atrás na internet. Está tudo prontinho para você usar dentro da própria plataforma. 

De qualquer modo, antes de fazer um e-book, certifique-se sempre de que elas são livres de direitos autorais! 

Embora tenhamos falado sobre você mesmo produzir sua isca, saiba que ainda existe a opção de contratar um freela.  

Você pode encontrar trabalhos profissionais por preços bem acessíveis. Se você nunca fez um antes e quer vender, talvez a terceirização da tarefa seja a sua melhor opção. 

E aí, gostou das dicas do post de hoje? Pronto para fazer o seu primeiro e-book como isca digital? 

Então deixe o seu comentário abaixo, e compartilhe esse post em suas redes sociais e com outros amigos que também precisam criar a primeira isca! 

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *